Eu tomei posse da coroa da minha vitória

O tratamento do câncer de mama não é algo fácil ou rápido. Esse tipo de câncer é o mais frequente nas mulheres brasileiras. Mulheres que enfrentam a luta contra a doença atravessando esse caminho de cruz que, com a graça de Deus, leva à conversão, transformação de vida, autoconhecimento e esperança. Em outubro, com o objetivo de partilhar com centenas de pessoas que vivem a doença ou conhecem alguém que vive na mesma situação, o Portal da RCCBRASIL vai apresentar alguns testemunhos de mulheres carismáticas que passaram pela doença, mas, passaram firmadas na Palavra de Deus e na confiança do amor do Senhor. Eu tomei posse da coroa da minha vitória No início de 2016 fui diagnosticada com câncer de mama. Foi quando meu mundo desabou e achei que não conseguiria vencer o tão temível câncer. De imediato comecei o tratamento com quimioterapia, a sessão mais forte. Já na primeira semana fui perdendo todo o cabelo.

Fiquei fazendo quimioterapia por 6 meses sentindo todos os efeitos colaterais que não eram poucos. Estava sem chão, triste, desanimada, sem fé...mas tinha que me manter firme para não demonstrar para minha mãe e meu filho o como eu estava me sentindo. Foi então que uma amiga me levou para um retiro, na Capela do Bom Pastor, na cidade de Campo Magro (PR) e foi então que tive a primeira experiência com Deus. Foi a primeira vez que Ele disse que eu estava curada, mas não conseguia entender, pois, se Deus me dizia que estava curada, porque precisava continuar o tratamento? Mas este encontro de oração me deu uma força a mais, uma esperança de que seria possível eu conseguir a cura! Quando achei que estava forte e superando veio a primeira cirurgia de mastectomia total, com esvaziamento axilar, uma mutilação que só quem passa sabe a dor e o desespero que é se ver naquela situação. Mais uma vez questionei a Deus e, por várias vezes, em diversos retiros e Grupo de Oração, Ele me falava para tomar posse, pois eu estava curada. Mas, confesso que levei um bom tempo para entender e tomar posse da minha cura! Foi então que fui em um retiro e, na pregação, o pregador deu um testemunho de um casal que não podia engravidar. Uma história que não tinha nada a ver com a minha realidade, mas naquele dia e naquele lugar senti uma força sobrenatural, uma certeza de que realmente estava curada e finalmente tomei posse da coroa da minha vitória e tudo ficou mais leve e mais tranquilo porque finalmente entendi que Deus estava comigo e quando temos Deus no comando de nossas vidas tudo concorre para o bem (cf. Rm 8,28). Depois da quimioterapia e da primeira cirurgia, passei ainda por radioterapia e por mais duas cirurgias. Ainda continuo o meu tratamento, mas com a certeza de que estou totalmente curada para a honra e Glória do nosso Senhor Jesus. Viviane Patricia Silva Grupo de Oração Fonte de Água Viva- Campo Magro (PR)

Publicado por: Leandro Araújo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Image
Eu tomei posse da coroa da minha vitória

“A doença pode levar à angústia, ao fechar-se em si mesmo e até, por vezes, ao desespero e à revolta contra Deus. Mas também pode tornar uma pessoa mais amadurecida, ajudá-la a discernir, na sua vida, o que não é essencial para se voltar para o que o é. Muitas vezes, a doença leva à busca de Deus, a um regresso a Ele”.

Image
Sínodo dos Bispos Igreja precisa aprender urgente as ocupar...

O padre Valdir José de Castro, Superior Geral dos Paulinos, comenta proposta de se criar um espaço especial no Vaticano para a pastoral digital

Image
Nova coordenadora do Charis

Nova coordenadora do Charis!

Image
? Carta do Papa Francisco a Renovação Carismática do Bras...

Durante o Encontro Nacional de Formação para Coordenadores e Ministérios 2019 (ENF), que celebrou os 50 anos de Renovação Carismática no Brasil, o Papa Francisco enviou sua bênção apostólica a todos os carismáticos, em nome da Presidente do Conselho Nacional, Katia Roldi Zavaris. A carta foi lida durante o encontro por Dom José Aparecido. Confira a carta na íntegra

Image
Papa: o Espírito Santo é o fermento dos cristãos para a r...

Na missa matutina na Casa Santa Marta, Francisco fala dos cristãos hipócritas, que não aceitam o fermento do Espírito Santo, capaz de fazer crescer "para fora"